sexta-feira, 27 de fevereiro de 2015

Drone faz imagens incríveis da gigantesca torre de Tesla em teste na Rússia - Fontes russas afirmam que geradores poderão dobrar produção energética do país




Fontes russas afirmam que geradores poderão dobrar produção energética do país

''A eletricidade gerada no local é equivalente à produção de todas as outras matrizes energéticas do país''. Bobinas de Tesla servem para aumentar a tensão (voltagem), e não a quantia de energia. Tenha como analogia uma mangueira, e considere a água como a eletricidade, ao comprimirmos o bico de onde sai o liquido, aumentamos a pressão, mas não a quantidade de água. O ato também aumenta o alcance da água, a grosso modo, a ideia de Tesla era aumentar a voltagem a um nível que pudesse fazer a eletricidade percorrer longas distancias sem fio. De qualquer jeito, ainda fica o problema: de onde (e como) esta torre russa consegue mais energia do que todo o pais.


Distante cerca de 40 quilômetros a oeste de Moscou, uma estrutura gigantesca e futurista chama a atenção em meio à neve e aos pinheiros que compõem a paisagem local: ali, cientistas trabalham no Centro de Pesquisa de Geradores de Alta Voltagem Marx e Tesla. Baseada na tecnologia inventada por Nikola Tesla nos últimos anos do século XIX e também no gerador desenvolvido pelo alemão Erwin Marx alguns anos mais tarde, a estação seria capaz de gerar enormes quantidades de energia elétrica.
De acordo com uma TV russa, a eletricidade gerada no local é equivalente à produção de todas as outras matrizes energéticas do país, incluindo termoelétricas, hidroelétricas, nuclear, solar e eólica - todas combinadas. Só que este pico não se sustenta por mais de 100 microssegundos, de acordo com o site RT. Os pesquisadores agora se esforçam para tentar superar esta limitação.
Confira imagens aéreas da torre em funcionamento feitas por um drone:

0 comentários:

Postar um comentário

Curta Facebook

GRÁTIS: Receba Novidades de EnergiaLivre em seu e-mail

Digite seu e-mail:

 

Postagens populares: